Arquitetura

 

Proj. 1 - Residência 2 - Vista 1
Este Projeto para uma residência em lote residencial de 200m2 em meio de quadra de um condomínio fechado na cidade de Taubaté-SP, teve no estudo climático as diretrizes para o desenvolvimento do projeto ofertando maior conforto térmico, e aproveitamento da ventilação natural.
Proj. 1 - Residência 2 - Vista 2
Devido a trajetória do sol sobre o terreno e o impacto das construções vizinhas, o projeto previu no estudo de insolação a melhor distribuição e aproveitamento dos espaços. A cobertura além de abrigar um jardim para controle do conforto térmico para o ambiente interno, capta água de chuva para reuso.
Proj. 1 - Residência 2 - Vista 3
O estudo da ventilação cruzada permitiu um melhor aproveitamento da ventilação natural do local.

 

Proj. 2 - Casa de Esquina - Vista 1
O estudo climático definiu as diretrizes projetuais deste projeto. A ventilação cruzada foi trabalhada na construção para minimizar o consumo de energia.
Proj. 2 - Casa de Esquina - Vista 2
A fachada linear esconde o reservatório de captação de água do telhado, que poderá ser utilizado como recurso independente da residência.
Proj. 2 - Casa de Esquina - Vista 3
O ar aquecido se dispersa pelas aberturas superiores laterais da casa. As janelas brises, controlam a quantidade da incidência solar nos cômodos.

 

Proj. 3 - Guarita - Vista 1
A proposta desta obra do período do século XVIII adaptada as tecnologias atuais, teve como sistema estrutural adotado o Steel Framing que viabiliza menor impacto e maior otimização em curto espaço de tempo sendo um sistema eficiente para a aplicação das técnicas bioclimáticas.
Projeto em parceria com o Arquiteto VINÍCIUS COELHO
Proj. 3 - Guarita - Vista 2
A escolha das cores claras foi uma solução encontrada para reduzir a absorção de calor pelas paredes.
Proj. 3 - Guarita - Vista 3
A estrutura em aço possibilitou vencer os grandes vãos da cobertura do telhado.

 

Proj. 4 - Casa de Campo 1 - Vista 1
A proposta de um refúgio na cidade montanhosa de Cunha-SP foi obtida no estudo do clima, que ofereceu melhor aproveitamento da iluminação natural, ventilação, coleta de água da chuva e um melhor posicionamento dos painéis solares.
Proj. 4 - Casa de Campo 1 - Vista 2
A estrutura treliçada filtra a intensidade da radiação pela manhã tornando a varanda um lugar agradável. A vegetação nativa também contribui para manter o conforto térmico.
Proj. 4 - Casa de Campo 1 - Vista 3
A arquitetura linear permitiu na distribuição do telhado a criação de um sistema de captação de água e ventilação.

 

Proj. 5 - Casa de Campo 2 - Vista 1
O projeto elaborado em steel framing conseguiu vencer os vãos sem movimentação de solo. O estudo climático definiu o aproveitamento da iluminação e ventilação natural do lugar.
Proj. 5 - Casa de Campo 2 - Vista 2
O pátio com lareira ao ar livre entre os dois blocos construídos conecta a casa com os quartos além de permitir uma melhor distribuição da entrada de luz para os espaços internos.
Proj. 5 - Casa de Campo 2 - Vista 3
Os Painéis solares foram posicionados estrategicamente otimizando a captação de radiação.

 

12 3119.6160 | 3119.6188 | 99785.6359

inezgouveia.arquitetura@uol.com.br